189.

É bonito que me doas tanto.
Perturbas-me as feridas cortadas por ti
os cantos impenetráveis da alma
confortas-me
deliciosamente sincera ao deixar-me
quando deixei de te servir.

1 comentário:

  1. que palavras tristes e bonitas ao mesmo tempo. o teu blog é um amor.

    ResponderEliminar